Brumado Notícias

Brumado Notícias

Resultado da busca pela categoria "brumadodosartistas"

Técnicos da Secretaria de Ressocialização da Bahia vistoriam presídio em Brumado

25 Abr 2017 - 00h00


Técnicos da Secretaria de Ressocialização da Bahia vistoriam presídio em Brumado
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

Na última semana, foi realizada mais uma vistoria no complexo penitenciário construído no município de Brumado. Desta vez, a avaliação das obras ficou por conta de técnicos da Secretaria Estadual de Ressocialização Penitenciária. O complexo já foi entregue ao Estado, mas continua sem previsão de quando será inaugurado, uma vez que o governo abrirá licitação para as empresas que desejam concorrer para manutenção do mesmo. O site Brumado Notícias apurou que a equipe que esteve no município identificou a necessidade de fazer pequenas alterações na estação de tratamento de esgoto do complexo. Além disso, ainda estão em andamento as obras para alargamento da estrada vicinal de acesso ao presídio, na BR-030, bem como as instalações de energia. O local continua sem água encanada.

Mônica Moura diz que discutiu caixa dois pessoalmente com Dilma

24 Abr 2017 - 17h30


Mônica Moura diz que discutiu caixa dois pessoalmente com Dilma
Foto: Ueslei Marcelino/Divulgação

A marqueteira Mônica Moura, delatora da Operação Lava Jato, afirmou nesta segunda-feira em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que tratou pessoalmente com a ex-presidente Dilma Rousseff de repasses para a campanha da petista por meio de caixa dois. As revelações de Mônica, casada com o marqueteiro e também delator João Santana, foram feitas em depoimento por videoconferência ao ministro Herman Benjamin, relator do processo que pode levar à cassação da chapa Dilma-Temer, reeleita em 2014. De acordo com Mônica, a reunião em que ela e Dilma trataram de caixa dois ocorreu por volta de maio de 2014 no Palácio do Planalto, em Brasília. Na versão apresentada pela publicitária, os contatos com o PMDB e com o então candidato a vice, Michel Temer, se resumiam a preparações para os programas de TV. Ao ministro Herman Benjamim, ela disse que não conversou sobre valores não contabilizados com Temer. Na campanha de Dilma Rousseff à reeleição, Mônica Moura afirmou que, na primeira conversa com Dilma, ficou acertado que detalhes sobre pagamentos não contabilizados ficariam sob responsabilidade do ex-ministro Guido Mantega, que atuaria como operador do caixa paralelo de campanha. Desde que começou a negociar uma delação premiada na Operação Lava Jato, João Santana e Mônica Moura se dispuseram a comprovar que a presidente cassada autorizou, ela mesma, as operações de caixa dois de sua campanha. As revelações jogam por terra uma versão mais amena de que Dilma apenas sabia do que acontecia nos bastidores das finanças eleitorais. Segundo a marqueteira afirmou ao ministro Herman Benjamin, a própria Dilma deu aval para que o caixa clandestino funcionasse. Ao ministro do TSE, a delatora ainda garantiu que Dilma sabia dos pagamentos realizados no exterior por meio de repasses da Odebrecht e afirmou que, uma das conversas, demonstrou preocupação sobre a segurança e vulnerabilidade dos pagamentos fora do Brasil. As informações são da Veja.

Fogo amigo em delações agrava situação de Lula

24 Abr 2017 - 11h30


Fogo amigo em delações agrava situação de Lula
Foto: Michel Filho/Agência O Globo

A colaboração de pessoas que privavam da intimidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva levou a Operação Lava-Jato a fechar o cerco contra ele. Nas últimas duas semanas, os depoimentos em vídeo de Emílio Odebrecht e Léo Pinheiro (OAS), dois empresários muito próximos a Lula, agravaram as denúncias contra o petista, e o marqueteiro João Santana, responsável por sua imagem pública desde o escândalo do mensalão, também fechou acordo de delação premiada. A situação pode piorar se o ex-ministro Antonio Palocci confirmar o aceno que fez ao juiz Sérgio Moro, colocando-se à disposição para colaborar e dar “mais um ano de trabalho” para os investigadores. Após mais de três anos de Lava-Jato, Lula já é réu em cinco ações penais, e a nova leva de delações que o envolve agrava sua situação porque esses delatores fecham algumas pontas soltas de histórias sob apuração. Depois desses depoimentos, a defesa do ex-presidente subiu o tom, estendendo o enfrentamento aos demais procuradores e reforçando as baterias junto a outras instâncias. Leia mais no jornal O Globo.

TJ-BA nomeia novo juiz cível para a Comarca de Livramento de Nossa Senhora

22 Abr 2017 - 10h00


TJ-BA nomeia novo juiz cível para a Comarca de Livramento de Nossa Senhora
Foto: Tayga Ribeiro

O magistrado Antônio Carlos Espírito Santo Filho foi designado como titular da Vara Cível de Livramento de Nossa Senhora, no sudoeste baiano. Ele é oriundo da comarca de Caculé e foi transferido por promoção por merecimento pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), publicado pelo Diário Oficial na quinta-feira (20). De acordo com o L12, o novo Juiz deverá assumir seu posto, onde ocupará a vaga deixada pela então titular, a brumadense Márcia da Silva Abreu. Livramento volta a contar com dois magistrados. João Lemos Responsável pelo Crime e Antônio Carlos novo titular da Vara Cível. 

Juiz Genivaldo Guimarães deixará o Fórum Eleitoral em Brumado

22 Abr 2017 - 09h00


Juiz Genivaldo Guimarães deixará o Fórum Eleitoral em Brumado
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

Conforme já havia sido divulgado pelo site Brumado Notícias, o juiz titular do Juizado Especial de Pequenas Causas, Rodrigo Souza Britto, vai assumir o Fórum Eleitoral na capital do minério. Atualmente o juiz criminal da cidade, Genivaldo Alves Guimarães, comanda a 90ª Zona Eleitoral que também abrange os municípios de Malhada de Pedras e Aracatu. A cada dois anos, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), faz o rodízio, entre os magistrados que atuam na justiça brumadense. 

Ex-presidente da OAS afirma em depoimento que Lula o orientou a destruir provas

21 Abr 2017 - 10h00


Ex-presidente da OAS afirma em depoimento que Lula o orientou a destruir provas
Foto: Agência Câmara

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, afirmou em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro nesta quinta-feira (20) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o orientou a destruir provas contra ele. “Lula me orientou a destruir documentos durante a Lava Jato”, afirmou o empresário de acordo com a Veja. Pinheiro é réu na ação penal que envolve um tríplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, e que também tem Lula como réu. De acordo com o G1, o empresário lembrou de uma conversa que teve com o ex-presidente em que eles falaram sobre negócios com João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT. "Eu tive um encontro com o ex-presidente, em junho, tenho anotado na minha agenda, onde o presidente [Lula] me fez textualmente a seguinte pergunta: “Léo, o senhor fez algum pagamento a João Vaccari no exterior? Eu disse: ‘Não presidente, nunca fiz pagamentos a essas contas que nós temos com Vaccari no exterior’. ‘Como você está procedendo os pagamentos para o PT?’ Através do João Vaccari. Você tem algum registro de algum encontro de contas feita com João Vacarri com vocês? Se tiver, destrua”, relatou Pinheiro.

#InformeDireito: Licença Maternidade de 6 meses empregado e empregador

21 Abr 2017 - 09h30


#InformeDireito: Licença Maternidade de 6 meses empregado e empregador
Foto: Cláudio Amaral

A Lei 11.770 de 09 de setembro de 2008, trouxe em seu contexto o Programa Empresa Cidadã, que tem como escopo a prorrogação de licença-maternidade mediante concessão de incentivo fiscal. Em outras palavras, a referida lei, tem como essência, a instituição do programa em questão, a fim de ampliar a licença maternidade pelo período de até 6 (seis) meses. 

Deputado Luciano Ribeiro sai em defesa das comarcas no interior

20 Abr 2017 - 11h30


Deputado Luciano Ribeiro sai em defesa das comarcas no interior
Foto: Giselle Quintão

O deputado estadual Luciano Ribeiro (DEM) participou de uma reunião entre o poder legislativo e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na terça-feira (18), com o objetivo de discutir sobre a ameaça de fechamento de comarcas no interior da Bahia. O parlamentar, que é advogado e tem importantes ações no mandato pela melhoria do judiciário do Estado, apoiou essa parceria a fim de que a comunidade não perca serviços essenciais em seus municípios. O presidente da OAB Luiz Viana elogiou a atuação do colega no parlamento. “Ele está sempre na defesa do cidadão e da categoria dos advogados e da OAB, grande parceiro, se solidariza às nossas causas e nos traz novas idéias”. O deputado, por sua vez, reafirmou que seu mandato é uma luta pela melhoria da vida dos baianos. “O pacto que firmamos aqui deve envolver também a governadoria e o Tribunal de Justiça. Vamos buscar através do diálogo este envolvimento e tentarmos buscar a melhor solução. Justiça é um direito e vamos lutar pela melhor justiça aos baianos”, enfatizou. 

Brumado: Justiça Eleitoral convoca eleitores para o recadastramento biométrico

20 Abr 2017 - 11h00


Brumado: Justiça Eleitoral convoca eleitores para o recadastramento biométrico
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

A Justiça Eleitoral, por meio da 90ª Zona Eleitoral, convoca os eleitores de Brumado, Aracatu e Malhada de Pedras para a realização do recadastramento biométrico obrigatório, que deverá ser concluído até o dia 31 de janeiro de 2018. O cidadão que não fizer o procedimento dentro do prazo terá o título cancelado. De acordo com calendário adotado pelo cartório, cada cidadão terá um período para atendimento, baseado no mês de seu nascimento. Confira cronograma. Para ser atendido, é necessária a apresentação de documento oficial de identidade com foto e comprovante de endereço recente. O recadastramento biométrico deve ser realizado no Fórum Eleitoral de Brumado, localizado na Avenida João Paulo I, S/N, Nobre. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h. Para dúvidas e informações, basta entrar em contato com o número: (77) 3441-5027.

Marqueteiros do PT terão prisão domiciliar

20 Abr 2017 - 10h30


Marqueteiros do PT terão prisão domiciliar
Foto: Reprodução/Jornal GGN

O acordo de delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura prevê uma pena de prisão domiciliar por um ano e meio com tornozeleira eletrônica. Eles ficarão presos na Bahia, onde moram atualmente. O casal chegou a ser preso em fevereiro de 2016, mas foi solto em agosto do ano passado. Soltos, decidiram aderir à colaboração premiada - que foi homologada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Em depoimento a Sergio Moro nesta terça-feira, eles confirmaram terem recebido caixa dois pelas campanhas dos ex-presidentes Dilma Rousseff (PT) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na próxima segunda-feira, eles vão depor ao Tribunal Superior Eleitoral, na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer. As informações são do Blog de Andréia Sadi.

Ministério Público pede prisão para mulher de Eduardo Cunha

19 Abr 2017 - 17h30


Ministério Público pede prisão para mulher de Eduardo Cunha
Foto: Reprodução/Revista Fórum

Os procuradores da Operação Lava-Jato pediram ao juiz Sérgio Moro que a jornalista Cláudia Cruz seja condenada por lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro nacional. Os 12 procuradores que assinam os “memoriais escritos” entregues ao juiz Moro querem que a esposa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, comece a cumprir a pena em regime fechado. Nas próximas semanas, Moro deverá anunciar sua sentença no processo em que Cláudia e o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada são réus. O pedido de condenação de Cláudia Cruz se baseia em cinco fatos, todos ligados à manutenção de dinheiro não declarado no exterior. A jornalista sempre alegou que jamais teve conhecimento das movimentações ilegais do marido na Suíça, mas não convenceu os procuradores. “É claro que Cláudia Cruz, pessoa bem esclarecida, sempre teve conhecimento de que o salário de Eduardo Cunha, como servidor público, jamais seria capaz de manter o elevado padrão de vida por eles mantido”, diz a petição do MPF. “Cláudia Cruz não foi simples usuária dos valores, mas coautora de Eduardo Cunha em lavar os ativos mediante manutenção de conta oculta com os valores espúrios, cuja abertura foi assinada por ela, bem como por converter os ativos criminosos em bens e serviços de altíssimo padrão”, dizem os procuradores. De acordo com a Veja, Cláudia, se condenada, terá de ressarcir a União em 2,3 milhões de dólares (7 milhões de reais). Os réus Jorge Zelada, João Henriques e Idalécio Oliveira terão de ressarcir 77,5 milhões de dólares (240 milhões de reais). 

Embasa informa que continua cobrando tarifa de esgoto de 80% na cidade de Guanambi

19 Abr 2017 - 17h00


Embasa informa que continua cobrando tarifa de esgoto de 80% na cidade de Guanambi
Foto: Guanambi Notícias

Em nota enviada ao site Brumado Notícias, a Embasa informou que ainda não há decisão final sobre o processo de suspensão de cobrança de tarifa de esgoto no município de Guanambi, no sudoeste baiano, e que a empresa segue cobrando a tarifa de 80%. Segundo a Embasa, a decisão liminar encontra-se com seus efeitos suspensos em razão da decisão no pedido de suspensão de liminar realizado pela empresa perante o Tribunal de Justiça. A Embasa esclarece ainda que a cobrança de tarifa de esgoto se baseia na Lei nº 7.307/98, que dispõe sobre a ligação de efluentes à rede pública de esgotamento sanitário. O serviço compreende a coleta do esgoto doméstico, o tratamento desse efluente com alta carga orgânica e transmissora de doenças e a destinação adequada do efluente final tratado, livre de carga poluidora prejudicial à saúde humana e dentro dos parâmetros estabelecidos na legislação ambiental brasileira.

Ex-prefeito de Caetité é multado por uso indevido de verba do Fundeb

19 Abr 2017 - 13h00


Ex-prefeito de Caetité é multado por uso indevido de verba do Fundeb
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O ex-prefeito da cidade de Caetité, José Barreira de Alencar Filho (PSB), foi multado em R$ 10 mil por ter transferido indevidamente para o Fundo Municipal de Saúde recursos da ordem de R$ 1,9 milhão que recebeu de precatórios do Fundeb. A verba teria de ser utilizada em ações relacionadas à educação. O conselheiro José Alfredo Rocha Dias, do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), advertiu os atuais prefeitos de todos os 147 municípios baianos que foram beneficiados de que os recursos oriundos de precatórios não podem ser utilizados em nenhuma atividade estranha à educação. Qualquer irregularidade na aplicação ocasionará punição administrativa por parte do TCM e denúncia ao Ministério Público Federal (MPF). No caso de Caetité, além da multa, o conselheiro determinou que os recursos desviados para o Fundo Municipal de Saúde retornem à conta específica aberta pela prefeitura para os precatórios do Fundeb.

STF nega recurso do Flamengo, e Sport segue único campeão de 87

19 Abr 2017 - 10h30


STF nega recurso do Flamengo, e Sport segue único campeão de 87
Foto: Divulgação

O Supremo Tribunal Federal indeferiu, por 3 votos a 1, o recurso impetrado pelo Flamengo contestando a decisão da Justiça que apontou o Sport como único campeão brasileiro de 1987. A discussão nos tribunais se arrasta por anos, mas a decisão desta terça da Primeira Turma do STF tem pouca, ou nenhuma, chance de ser revertida. Embora o vice jurídico do Flamengo, Flávio Willeman, afirme que aguardará a publicação para analisar a possibilidade de recurso, a assessoria do STF informou que os recursos possíveis não modificariam o julgamento do mérito. Seriam instrumentos, por exemplo, para pedir esclarecimento de alguma parte da sentença. De acordo com o G1, o relator do processo foi o ministro Marco Aurélio, torcedor declarado do Flamengo, mas que também votou contra o pedido do clube. O voto decisivo foi da ministra Rosa Weber.

Caturama: Ex-prefeito é punido por contratação sem concurso público

19 Abr 2017 - 09h30


Caturama: Ex-prefeito é punido por contratação sem concurso público
Foto: Glauber Magalhães

Em Caturama, o ex-prefeito Hugo Guedes Mendonça (PTB), foi multado em R$ 4 mil pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e terá representação encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE) para que sejam apurados eventuais ilícitos na contratação excessiva de pessoal nos exercícios de 2014 e 2015, sem a realização de concurso público. Com base em dados extraídos do site da Transparência Municipal, a relatoria notou a ocorrência de significativa oscilação no quadro de pessoal dos servidores do município. O gestor não apresentou nenhuma justificativa para as irregularidades. Ainda cabe recurso da decisão.

#InformeDireito: Nepotismo e suas consequências jurídicas

18 Abr 2017 - 15h30


#InformeDireito: Nepotismo e suas consequências jurídicas
Foto: Cláudio Amaral

A palavra Nepotismo vem do latim "nepos" que quer dizer neto ou descendente e se caracteriza quando um agente público usa da sua posição de poder para contratar, nomear ou favorecer familiares, sejam eles de sangue ou de consideração. Entenda melhor o nepotismo e suas consequências jurídicas, confira abaixo. Existem duas formas de caracterização do nepotismo, observando-se a variação entre nepotismo direto e o nepotismo cruzado. O nepotismo direto é quando o agente favorece seu próprio parente. Já o nepotismo cruzado é quando, como troca de favores, uma autoridade nomeia algum parente de um outro agente, enquanto esse nomeia alguém de parentesco do que nomeou o seu parente.

 

Polícia Federal realiza desdobramento da Operação Sinistro em Brumado

18 Abr 2017 - 14h15


Polícia Federal realiza desdobramento da Operação Sinistro em Brumado
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

Delegado e agentes lotados na Delegacia da Polícia Federal em Vitória da Conquista estiveram nesta terça-feira (18), no município de Brumado, onde deflagraram o desdobramento da Operação Sinistro. A primeira fase aconteceu em julho de 2016, quando foi apurada a atuação ilícita de uma empresa no mercado de seguros automotivos. Desta vez, o delegado informou ao site Brumado Notícias que a seguradora Nobre Seguros estava atuando de modo irregular, com a licença vencida. A equipe visitou algumas residências de pessoas ligadas aos administradores da seguradora e passou horas revistando o interior do prédio em que funciona a empresa, localizado na Praça Armindo Azevedo, no centro comercial. O delegado considerou que a operação foi exitosa, uma vez que os policiais conseguiram recolher em malotes vários materiais que podem comprovar as suspeitas de irregularidades apontadas nas investigações. Ninguém foi detido no desdobramento de hoje (18), mas a PF ainda deve ouvir os envolvidos.

STF deve analisar em maio ação que pode limitar foro privilegiado

18 Abr 2017 - 10h30


STF deve analisar em maio ação que pode limitar foro privilegiado
Foto: Reprodução/TV Globo

O Supremo Tribunal Federal (STF) deverá colocar em pauta no fim de maio uma ação que pode estabelecer limites para o chamado “foro privilegiado”, prerrogativa de autoridades, como ministros, deputados federais e senadores, de serem julgadas somente pela Corte em processos criminais. No julgamento, ainda sem data definida, os ministros deverão analisar uma proposta que restringe o foro àqueles casos em que o fato investigado ocorreu em razão do cargo ou do mandato, não a atos anteriores daquela autoridade. De acordo com o G1, a ideia está num despacho enviado ao plenário do STF pelo ministro Luís Roberto Barroso, dentro de uma ação penal para investigar suposta compra de votos pelo prefeito de Cabo Frio (RJ), Marquinhos Mendes (PMDB).

Minha Casa, Minha Vida pode ter sido moeda de troca de votos em Malhada de Pedras

18 Abr 2017 - 00h00


Minha Casa, Minha Vida pode ter sido moeda de troca de votos em Malhada de Pedras
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

A Justiça Eleitoral e Federal devem receber denúncias que apontam uma possível compra de votos nas últimas eleições de 2016, no município de Malhada de Pedras, no sudoeste baiano. A moeda de troca pode ter sido 25 casas do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. O site Brumado Notícias recebeu a denúncia de moradores da cidade. Segundo eles, o residencial Urbis IV levou cerca de cinco anos para ser erguido e, mesmo sem instalação elétrica e sem água canalizada, foi entregue subitamente pela prefeitura na gestão passada, durante o período de campanha eleitoral. O empreendimento, orçado em cerca de R$ 900 mil, não havia sido concluído no prazo hábil de 365 dias e foi entregue aos atuais moradores sem condições básicas, além da falta de pavimentação. Os moradores reclamam da falta de estrutura na localidade, mas ninguém assume que recebeu a casa a troco de voto. Populares estão elaborando uma documentação com possíveis provas para ser encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE) e ao Fórum Eleitoral, que corresponde a 90ª Zona Eleitoral em Brumado, para que sejam apuradas as informações. Nossa reportagem tentou contato com administração municipal e com o gabinete da prefeitura pra tratar do assunto, mas não obteve êxito.

Viaturas da Polícia Federal sinalizam operação na região de Brumado

17 Abr 2017 - 18h10


Viaturas da Polícia Federal sinalizam operação na região de Brumado
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

Viaturas da Polícia Federal (PF) na cidade de Brumado vêm chamando a atenção da população. Nenhum agente ou delegado federal foi localizado pelo site Brumado Notícias, que fotografou a permanência e circulação de viaturas pela cidade. Por enquanto, a presença da PF no município é considerada um mistério, já que nenhuma informação oficial foi passada pelo órgão. Recentemente, a Polícia Federal esteve na capital do minério realizando uma operação que não foi detalhada pelos agentes que participaram da ação. O mistério continua até que a PF deflagre alguma operação nos próximos dias, na região sudoeste da Bahia.

Polícia Federal indicia mais de 60 pessoas na Carne Fraca

16 Abr 2017 - 09h30


Polícia Federal indicia mais de 60 pessoas na Carne Fraca
Foto: Wikipédia

A Polícia Federal indiciou 63 pessoas no âmbito da Operação Carne Fraca neste sábado (15). Elas vão responder aos crimes de advocacia administrativa, concussão, corrupção passiva, crime contra a ordem econômica, emprego de processo proibido ou de substância não permitida, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substância ou produtos alimentícios, organização criminosa, peculato, prevaricação, uso de documento falso e violação de sigilo funcional. A Operação foi deflagrada no mês de março e apura o suposto pagamento de propina de frigoríficos para fraudar a fiscalização de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). O juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, intimou o Ministério Público Federal (MPF) a se manifestar em cinco dias.

'A Lava Jato pegará o Poder Judiciário', afirma Eliana Calmon, ex-ministra do STJ

16 Abr 2017 - 08h00


'A Lava Jato pegará o Poder Judiciário', afirma Eliana Calmon, ex-ministra do STJ
Foto: José Cruz/ABr/Veja

Ministra aposentada do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a baiana Eliana Calmon acredita que a Operação Lava Jato ainda vai atingir o Poder Judiciário, mas em um “segundo momento”. Durante entrevista à Folha de S. Paulo, ela disse que existe muito a ser investigado no setor. “Entendo que a Lava Jato pegará o Judiciário, mas só numa fase posterior, porque muita coisa virá à tona. Inclusive, essa falta tem levado a muita corrupção mesmo. Tem muita coisa no meio do caminho. Mas por uma questão estratégica, vão deixar para depois”, declarou. Calmon acusou o corregedor nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), João Otávio de Noronha, de tentar blindar juízes em entrevistas e criticou a ideia de que não se deve punir o Poder Judiciário. “Ele diz que é preciso dar mais autoridade aos juízes, para que se sintam mais seguros. Caminha no sentido bem diferente do que caminharam os demais corregedores”, avaliou. 

Odebrecht gastava até R$ 2 bi ao ano com propina, diz Marcelo

15 Abr 2017 - 10h00


Odebrecht gastava até R$ 2 bi ao ano com propina, diz Marcelo
Foto: Vagner Rosário/Veja

O empresário e herdeiro do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse que a empreiteira chegou a destinar até 2 bilhões de reais em um ano para o pagamento de propinas e caixa dois. A informação foi dada pelo executivo, durante um dos depoimentos de delação premiada na Operação Lava Jato. Marcelo diz que não tinha conhecimento específico das operações, mas sabia do volume que era movimentado pelo departamento responsável por fazer pagamentos ilícitos, conhecido como “Departamento de Operações Estruturadas”. “Eu sabia, a alta cúpula sabia, que a gente sempre movimentou, ao longo dos anos, [um valor que] variava de 0,5% a 2% do faturamento do Grupo [Odebrecht]. Nós estamos falando de um grupo que já chegou a faturar 100 bilhões de reais”, explicou. O executivo diz que a proporção destinada variava de ano para ano de acordo com a necessidade, e que a prática durou pelo menos duas décadas. “[Essa proporção do faturamento], historicamente, e estamos falando de 20, 30 anos, transitava por caixa dois, por necessidades diversas”. De acordo com o relato de Odebrecht, ele não sabia, porém, da existência de um sistema destinado a controlar os pagamentos ilícitos, e o descobriu depois que estava preso. O empresário afirma que não tinha conhecimento detalhado dos pagamentos porque os diretores da empresa tinham autonomia para fazer operações envolvendo grandes quantias de dinheiro. As informações são da Veja.

Michel Temer decide manter os 8 ministros citados nas delações

15 Abr 2017 - 08h00


Michel Temer decide manter os 8 ministros citados nas delações
Foto: Fotos Públicas

O presidente Michel Temer (PMDB) deixou claro que não vai demitir nenhum dos oito ministros alvos de inquéritos por terem sido citados nas delações da Odebrecht na Lava Jato. A avaliação no Palácio do Planalto é que uma saída em massa prejudicaria ainda mais o governo, num momento em que a ordem é tentar aprovar a agenda de reformas no Congresso.  “Temer decidiu que não vai demitir ninguém”, disse ao Blog do Camarotti um interlocutor do presidente. Há cerca de um mês, Temer chegou a criar uma espécie de "protocolo", segundo o qual ministro citado em delação só deixará o governo se for denunciado pelo Ministério Público e virar réu na Lava Jato. Os oito ministros alvos de inquéritos são: Eliseu Padilha (PMDB; Casa Civil); Moreira Franco (PMDB; Secretaria-Geral); Gilberto Kassab (PSD; Ciência, Tecnologia e Comunicações); Bruno de Araújo (PSDB; Cidades); Aloysio Nunes (PSDB; Relações Exteriores); Marcos Pereira (PRB; Indústria e Comércio Exterior); Blairo Maggi (PP; Agricultura); Helder Barbalho (PMDB; Integração). Todos os ministros negam envolvimento em irregularidades.

'Tentativa de evitar que eu seja candidato', diz Lula sobre delação de Odebrecht

13 Abr 2017 - 16h30


'Tentativa de evitar que eu seja candidato', diz Lula sobre delação de Odebrecht
Foto: Reprodução/Facebook

Um dia depois de ter sido levantado o sigilo das delações da Odebrecht, o ex-presidente Lula afirmou nesta quinta-feira que a acusação contra ele é tão “inverossímil e irreal” que não vai rir nem chorar, apenas ler cada peça do processo para chegar com segurança “no dia certo”. Em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, o ex-presidente disse que não pode ficar nervoso ou perder a cabeça “por uma coisa dessa” neste momento. “Mais um absurdo, a delação do Marcelo Odebrecht. Eu até compreendo que o Marcelo já tá preso há dois anos, que ele tem família fora, que ele tá comendo o pão que o diabo amassou e talvez esteja tentando criar condição para sair da cadeia. Agora, é tão inverossímil a acusação, é tão irreal, que eu não vou rir nem vou chorar. Vou analisar corretamente, vou conversar com os advogados, vou ler cada peça do processo, pra que a gente possa chegar no dia certo claramente e com segurança. A delação tem que ser provada, a pessoa tem que provar”, afirmou. Lula disse ainda que está tranquilo e desafiou empresários a dizerem que pediu dinheiro a eles. As informações são do jornal O Globo.