Brumado Notícias

Brumado Notícias

Natural de Guanambi, ex-faxineira que virou juíza lança livro sobre sua história

02 Mai 2017 - 12h00


Natural de Guanambi, ex-faxineira que virou juíza lança livro sobre sua história
Foto: Arquivo Pessoal

Natural da cidade de Guanambi, no sudoeste baiano, a juíza de direito Adriana Maria Queiroz, de 38 anos, lançou no último sábado (29) o livro “Dez passos para alcançar seus sonhos - A história real da ex-faxineira que se tornou juíza de direito”. Na obra, ela conta sua trajetória desde o seu primeiro trabalho, como faxineira, até chegar à magistratura. Ela atua como juíza desde 2011, em Quirinópolis, na região sul de Goiás. De acordo com o G1, Adriana é titular da 1ª Vara Cível e da Vara de Infância e da Juventude de Quirinópolis. Os pais deixaram a zona rural de Guanambi e se mudaram com os seis filhos para Tupã, no interior de São Paulo, em busca de melhores condições de vida. Durante o ensino médio, cursado em colégio público, ela começou a alimentar o sonho de fazer direito. Com 18 anos, passou no vestibular em uma universidade particular, mas, para tentar pagar os estudos, começou a trabalhar como faxineira. Ao se formar, a jovem bacharel começou a lutar para chegar à função de juíza. Decidida, pediu demissão, pegou o acerto e se mudou sozinha para a capital paulista. Um ano depois, findado o curso preparatório para concurso, ela seguiu trabalhando e estudando por conta própria durante sete anos, inclusive nos finais de semana e feriados. A recompensa, depois de muitas tentativas, foi a aprovação no concurso cujo cargo ocupa até então.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.