Brumado Notícias

Brumado Notícias

Cesarianas no Brasil são mais que o triplo do recomendado pela OMS

31 Mai 2014 - 12h00


Cesarianas no Brasil são mais que o triplo do recomendado pela OMS
Foto: Jornal A Tarde

No Brasil, contrariando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice de cesarianas é de 52%, chegando a 88% na rede privada. A OMS recomenda que no máximo 15% dos partos sejam desse tipo. Os dados fazem parte da pesquisa Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento, realizada pela Fundação Oswaldo Cruz e o Ministério da Saúde. A pesquisa acompanhou o pré-natal e o parto de 23.894 mulheres em maternidades públicas, privadas e mistas em 191 municípios em todos os estados. A coleta de dados ocorreu de fevereiro de 2011 a outubro de 2012. Para a coordenadora da pesquisa, Maria do Carmo Leal, os resultados são alarmantes, já que a intervenção cirúrgica expõe a mãe e o bebê a riscos desnecessários. No Brasil, 28% das mulheres começam o pré-natal querendo a cesárea, enquanto a média mundial é de 10%. Segundo Maria do Carmo, nos países desenvolvidos, os índices começaram a diminuir por causa das evidências científicas de riscos para a mulher e para o bebê. Para ela, governo e sociedade precisam se mobilizar para reverter o quadro.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.