Brumado Notícias

Brumado Notícias

Resultado da busca pela categoria "brasil"

Lula lidera intenções de voto nas eleições de 2018 em todos os cenários

20 Fev 2017 - 17h30


Lula lidera intenções de voto nas eleições de 2018 em todos os cenários
Foto: Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto para a presidência da República em todos os cenários. Pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra o petista tem preferência de 22,6% dos entrevistados, seguido de Aécio Neves (PSDB), com 12,9%; Marina Silva (Rede), com 12,6%; Jair Bolsonaro (PSC), com 12%; Joaquim Barbosa, com 11,7%; Ciro Gomes (PDT), com 4,9%; Michel Temer (PMDB), 3,8%; e Ronaldo Caiado (DEM), com 2%. Não souberam responder ficou em torno de 4,5% dos entrevistados e nenhuma das opções foi representado por 13,1%. No caso de as eleições acontecerem agora, Lula mantém a liderança com 22,9%. Aécio não foi considerado no levantamento e Marina Silva aparece em seguida com 12,8%. Jair Bolsonaro é o terceiro com mais intenções, com 12,2%; depois surgem Geraldo Alckmin (PSDB), com 11,9%; Joaquim Barbosa, com 11,5%; Ciro Gomes, com 4,7%; Michel Temer, com 3,8% e Ronaldo Caiado, com 1,9%. Entre os entrevistados, 4,3% não souberam responder em quem votar e 13,8% não votariam em nenhuma das opções. Quando candidatos do PSDB tradicionais saem de cena, Lula mantém a liderança com 23,3%, no caso de as eleições acontecerem agora. O tucano João Doria aparece em quarto lugar com 9,1%, à frente de Ciro Gomes (5,6%), Michel Temer (4,3%) e Ronaldo Caiado (1,6%). No topo da lista está mantida, além da liderança, a vice-liderança para Marina Silva, com 13,7%. Jair Bolsonaro vem em seguida, com 11,9%, e Joaquim Barbosa, com 11,3%. Não sabe ficou em 4,7% e nenhum dos candidatos foi a resposta de 14,4%. O instituto Paraná Pesquisas também procurou saber se Lula deveria ser preso e 49,4% defendem a manutenção da liberdade do ex-presidente, enquanto 45,3% apostam que o petista deveria ir para a prisão. Não sabe ou não opinou equivale a 5,3%. A entrevista foi feita com 2.020 eleitores, entre os dias 12 e 15 de fevereiro, em 146 municípios do país.

Ex-dançarina de Silvanno Salles está entre mulheres presas na Itália por tráfico de pessoas

20 Fev 2017 - 15h30


Ex-dançarina de Silvanno Salles está entre mulheres presas na Itália por tráfico de pessoas
Foto: Reprodução

A dançarina Carla Sueli Silva Freitas é uma das três brasileiras presas pela polícia italiana, na última quarta-feira (15), acusadas de tráfico de pessoas e favorecimento à prostituição. Carla Minhoca, como é conhecida, já atuou como bailarina do cantor Silvanno Salles e de bandas de pagode como o Fantasmão. A prisão dela e das outras suspeitas ocorreu durante o cumprimento de um mandado emitido pela justiça brasileira em caráter internacional. Através do Serviço de Cooperação Internacional da Polícia, as autoridades brasileiras informaram ao governo italiano sobre a atuação de um grupo com sede em Fortaleza (CE), que agia na Itália e na Eslovênia. Segundo as investigações, a quadrilha agia no Brasil desde 2010 e levou mais de 150 mulheres para se prostituir na Europa. A rede criminosa é composta por aliciadores, responsáveis pelo recrutamento, transporte, viagens para o exterior, acolhimento, alojamento e exploração sexual de vítimas (mulheres) nos países de destino. De acordo com o jornal Correio, no Brasil, foram emitidos mandados contra 13 pessoas. A Operação Marguerita envolveu 92 policiais federais e visava cumprir 13 mandados de busca e apreensão, 13 mandados de prisão preventiva, 2 mandados de prisão temporária e 18 mandados de condução coercitiva, todos expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal no Ceará.

FGTS: Começa a valer hoje novo limite para compra de imóveis

20 Fev 2017 - 14h30

Começa a valer hoje (20) a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que aumentou o limite máximo do valor dos imóveis novos adquiridos por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Até 31 de dezembro deste ano, os mutuários poderão financiar imóveis de até R$ 1,5 milhão, utilizando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os financiamentos do SFH cobram juros menores que os demais financiamentos do mercado, de até 12% ao ano. Acima desses valores, valem as normas do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), com taxas mais altas e definidas livremente pelo mercado. Essa foi a segunda elevação do limite nos últimos três meses. Em novembro, o CMN tinha reajustado o teto de financiamento de R$ 650 mil para R$ 800 mil, na maior parte do país, e de R$ 750 mil para R$ 950 mil no Distrito Federal, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O novo teto de R$ 1,5 milhão valerá para todas as regiões do país. Em nota, o Ministério do Planejamento informou que a medida ampliará o acesso da população às taxas de juros mais baratas e possibilitará a movimentação dos recursos das contas vinculadas do FGTS para o pagamento das prestações. As informações são da Agência Brasil.

Avó confunde produto de limpeza com suco, e bebê morre no interior de São Paulo

20 Fev 2017 - 12h30


Avó confunde produto de limpeza com suco, e bebê morre no interior de São Paulo
Foto: Divulgação/PM

Uma bebê de apenas 10 meses morreu intoxicada depois de ingerir um produto de limpeza na manhã deste domingo (19), em Jaú (SP). De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a bebê, os pais e o irmão, de 4 anos, estavam passando a semana na residência dos avós por conta de uma infestação de escorpiões na casa onde família mora. Além dos avós, dois tios das crianças também moram no local. Ainda de acordo com as informações, a avó fazia almoço na cozinha e o pai foi até o cômodo porque a menina estaria com fome, foi quando a avó pegou uma garrafa com rótulo de suco com um líquido que parecia ser suco de uva, colocou na mamadeira e ofereceu a bebê. Logo após beber o líquido, a menina começou a passar mal. De acordo com o G1, a família acionou o Serviço de Atendimento de Resgate de Urgência, que levou a bebê até a Santa Casa da cidade, mas ela não resistiu e morreu intoxicada. O caso é investigado pela Polícia Civil como homicídio culposo. Na casa, a polícia apreendeu o recipiente com o produto de limpeza de coloração roxa; a garrafa com rótulo de suco, onde estava o líquido oferecido à criança de cor semelhante ao do produto de limpeza apreendido; e a mamadeira da vítima. O material será periciado.

Achei Tour prepara pacote mágico de férias na Disney em 2017

20 Fev 2017 - 09h30


Achei Tour prepara pacote mágico de férias na Disney em 2017

A Achei Tour, em parceria com a Espaço Turismo, uma das mais conceituadas operadoras de viagens para o destino Disney, montou um programa de férias especialmente para 2017​. Além de se hospedar em dois resorts de luxo - o Disney’s Polynesian Resort e o Lowes Royal Pacific at Universal Orlando - você também terá direito de participar de cinco baladas famosas na cidade, passear de Limousine, corrida de Kart no I-drive, fura filas garantido, six flags em duas cidades e muito mais. Feche agora mesmo o seu pacote e faça essa viagem dos sonhos. Ligue (77) 3441-6027; (77) 99991-6027; (77) 99963-6027 e saiba mais. Você também pode acessar www.acheitour.com.br e ficar por dentro de todas as novidades. Junte os amigos e a família e vivam essa experiência mágica juntos.

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio vai a R$ 22 milhões

19 Fev 2017 - 09h30


Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio vai a R$ 22 milhões
Foto: Heloise Hamada/G1

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.904 da Mega-Sena, cujo sorteio foi realizado na noite deste sábado (18) em Lagoa da Prata (MG). Veja as dezenas sorteadas: 12 - 15 - 18 - 21 - 51 - 56. A quina teve 82 apostas ganhadoras, e cada uma vai levar R$ 20.742,50. Outras 4.003 apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 607. O prêmio estimado para o concurso 1.905, a ser realizado na terça-feira (21), é de R$ 22 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal. As apostas podem ser feitas até às 19h do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Transnordestina não tem prazo de conclusão após 10 anos de obras

19 Fev 2017 - 09h00


Transnordestina não tem prazo de conclusão após 10 anos de obras
Foto: Eduardo Ricken/TV Globo

O descaso se encontra no município de Salgueiro, no sertão de Pernambuco. É ali, não muito longe do centro da cidade, que duas obras bilionárias, anunciadas como promessas de um desenvolvimento que ainda não veio, se entrelaçam. Os trilhos da ferrovia Transnordestina passam por sobre o canal da transposição do Rio São Francisco. Uma obra para integrar e fortalecer a economia do Nordeste. A outra, para vencer a seca. As duas orçadas em mais de R$ 20 bilhões. Ambas paradas. No caso da Transnordestina, o problema é mais grave. De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), o contrato atual da obra previa que a ferrovia deveria ter sido concluída no fim de janeiro. Em uma década, no entanto, apenas 600 quilômetros de trilhos foram colocados de 1.753 da extensão total. No restante do trajeto, que atravessa 35 municípios em Pernambuco, 28 no Ceará e 18 no Piauí, não há nenhum sinal de trabalho em andamento. Foi o que atestou a reportagem do G1, após um giro de mais de 3 mil quilômetros pelos três estados que durou 10 dias.

Jovem de 15 anos é morta a facadas em micareta em Natal

19 Fev 2017 - 08h30


Jovem de 15 anos é morta a facadas em micareta em Natal
Foto: Divulgação

Uma adolescente de 15 anos morreu no sábado (18) após ser esfaqueada em meio ao “Nazaré Folia”, tradicional festa de carnaval que acontece nas proximidades da rodoviária de Natal, no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste da cidade. Este ano, a micareta completou 15 anos. Segundo a Polícia Civil, quase ao mesmo tempo, um feirante de 50 anos que havia acabado de sair da festa foi perseguido por dois homens em uma motocicleta e assassinado a tiros. Ninguém foi preso. “Por volta das 23h houve uma briga no meio da micareta. Maria Raquel Silva de Almeida, de 15 anos, foi atacada por outras duas jovens. Uma delas namora com o ex-namorado da Maria. E, por causa desse romance que a Maria teve, essas duas amigas se juntaram e partiram pra cima dela para tirar satisfação. Foi quando a garota levou a facada”, relatou ao G1 o delegado Marcos Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ainda de acordo com Marcos Vinícius, a mãe da Maria Raquel, que também estava na festa, tentou separar a briga e acabou agredida com uma pancada na cabeça. “Ficou um hematoma. Já a filha, foi levada para o pronto-socorro, mas infelizmente não resistiu ao ferimento”, disse.

Em 2 anos, planos de saúde perderam 2,8 milhões de usuários

19 Fev 2017 - 08h00


Em 2 anos, planos de saúde perderam 2,8 milhões de usuários

Planos de saúde são serviços almejados no Brasil. Segundo uma pesquisa de 2015 feita pelo Ibope a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), 74% dos brasileiros que não possuem plano de saúde gostariam de ter. Não é difícil entender essa aspiração: apesar de os planos só atenderem um quarto da população, a disponibilidade de médicos no setor privado é três vezes maior do que no SUS, que também sofre com a falta de especialistas e longas esperas para atendimento, marcação de consultas e de exames.  Nos últimos dois anos, porém, o número de privilegiados com acesso aos planos de saúde no Brasil caiu em 2,8 milhões: de 50,4 milhões em dezembro de 2014 para 47,6 milhões em janeiro de 2017, segundo os dados mais recentes divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). “A contratação de plano de saúde está diretamente relacionada à empregabilidade formal e ao poder de compra do cidadão. Em um cenário econômico adverso, é natural que haja redução no número de beneficiários”, afirmou a agência, em nota.

Preço do etanol cai pela 4ª semana; gasolina segue estável

18 Fev 2017 - 10h00


Preço do etanol cai pela 4ª semana; gasolina segue estável
Foto: Reprodução

O preço médio da gasolina nos postos ficou praticamente estável nesta semana, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (17) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com isso, a redução de preços nas refinarias, anunciada no final de janeiro pela Petrobras, continua sem ser ser sentida pelos consumidores. Segundo a pesquisa, o valor médio do litro da gasolina no país passou de R$ 3,754 na semana encerrada no dia 11 de fevereiro para R$ 3,758 no período entre os dias 12 e 17 de fevereiro. Na semana em que a Petrobras anunciou o reajuste, o preço médio estava em R$ 3,765. Em 3 semanas, o recuo foi de 0,19% ou de menos de 1 centavo por litro. No dia 27 de janeiro, os preços da gasolina e do diesel cobrados pela Petrobras nas refinarias foram reduzidos em 1,4% e 5,1% respectivamente. De acordo com o G1, pelos cálculos da estatal, se o reajuste for integralmente repassado ao consumidor, o preço da gasolina nas bombas cairá em 0,4%, ou 2 centavos por litro. Já o valor do diesel diminuirá 2,6%, ou 8 centavos por litro.

Senador do PT diz que é hora do partido assumir a corrupção

18 Fev 2017 - 09h00


Senador do PT diz que é hora do partido assumir a corrupção
Foto: Cristiano Mariz/Veja

O senador Humberto Costa (PT­PE) foi ministro da Saúde do governo Lula, esteve no olho do furacão durante a prisão de Delcídio do Amaral, o ex-petista preso tentando obstruir a Lava-Jato, e durante o traumático processo de impeachment da correligionária Dilma Rousseff. Atuou na linha de frente para amparar o que restou do PT e era o líder do partido no Senado até duas semanas atrás. É, portanto, um petista do núcleo duro da legenda — e, também, a primeira voz autorizada a dizer publicamente, como fez em entrevista a revista Veja, que chegou a hora de o PT admitir que se envolveu em corrupção, pedir desculpas à sociedade pelos erros que cometeu, abandonar o discurso de “denúncia do golpe” e apresentar propostas econômicas para tirar o país do atoleiro. “A autocrítica é necessária, essencial, mas não é suficiente”, afirma.

Horário de verão termina à 0h deste domingo

18 Fev 2017 - 08h30


Horário de verão termina à 0h deste domingo

Após os quatro meses em vigor, termina à 0h deste domingo (19) o horário de verão. Quem estiver nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve atrasar os seus relógios em uma hora. O horário de verão começou a valer em 16 de outubro do ano passado. O objetivo da medida é permitir um aproveitamento maior da luz solar durante o verão, e reduzir o consumo de energia em um dos horários de pico de demanda, que ocorre por volta de 18h. A previsão do Ministério de Minas e Energia era que o horário de verão 2016/2017 mantivesse a média de redução do consumo no horário de pico em 4,5% e diminuísse em 0,5% o consumo geral de energia. O balanço final da economia durante esses meses, no entanto, só será divulgado na próxima semana. De acordo com o G1, apesar de parecer pouco, a energia que deixa de ser consumida nesse período é suficiente para atender a uma cidade como Brasília, que tem 2,8 milhões de habitantes.

Em 30 anos, Congresso só aprovou 4 projetos de iniciativa popular

18 Fev 2017 - 08h00


Em 30 anos, Congresso só aprovou 4 projetos de iniciativa popular
Foto: Reprodução/Wikipedia

Em quase 30 anos, o Congresso Nacional aprovou quatro projetos de iniciativa popular, entre eles a Lei da Ficha Limpa, mas nenhum deles foi tratado formalmente como sendo de autoria da população. Foi o que aconteceu também com o pacote com medidas de combate à corrupção, elaborado pelo Ministério Público e que teve mais de 2 milhões de signatários. O projeto passou na Câmara em novembro e seguiu para o Senado, mas a tramitação acabou suspensa por decisão liminar (provisória) do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux. Ao aprovar o pacote, os deputados desfiguraram o texto original e incluíram uma emenda que tratava de punição a juízes e membros do Ministério Público que cometessem abuso de autoridade, tema que não constava do texto original. Fux determinou a devolução da matéria aos deputados por entender que houve um erro na tramitação. O texto voltou para a Câmara na última quinta-feira (16). Os projetos de iniciativa popular estão previstos na Constituição. Para serem apresentados pela sociedade, precisam do apoio de no mínimo 1% do eleitorado, além da adesão de 0,3% do eleitorado de pelo menos cinco estados da federação. Os quatro projetos de iniciativa popular aprovados no Congresso chegaram ao Legislativo com o apoio de mais de 1 milhão de assinaturas de cidadãos comuns, mas todos acabaram sendo “adotados” por parlamentares, que os apresentaram como sendo seus autores. Em todos os casos, a Câmara alegou não ter estrutura para conferir as assinaturas. Diante disso, foram apreciados seguindo o rito de um projeto de lei comum. Essa dinâmica ocorreu com o projeto que originou a Lei da Ficha Limpa, com o projeto que tornou hediondo o crime de homicídio qualificado, o projeto de lei que coíbe o crime de compra de votos e o projeto de lei que criou o Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social. As informações são do G1.

Governo eleva para R$ 1,5 mi financiamento de casa própria pelo FGTS

17 Fev 2017 - 10h30


Governo eleva para R$ 1,5 mi financiamento de casa própria pelo FGTS
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira o aumento do limite do financiamento da casa própria com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para 1,5 milhão de reais. A nova regra valerá para a aquisição de imóveis residenciais novos, contratadas entre 20 de fevereiro de 2017 e 31 de dezembro de 2017, em todo o país. Os limites antigos eram de 950.000 (São Paulo, Rio, Minas e no Distrito Federal) e de 800.000 (demais estados), e já tinham sido corrigidos no último mês de novembro. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, havia anunciado a medida em uma entrevista veiculada pela emissora GloboNews na última quarta-feira. “Isso significa que a classe média vai ser extremamente beneficiada, porque não só pode sacar as contas inativas, mas pode usar também recurso das contas ativas para financiar e pagar a casa própria”, disse o ministro. Meirelles também citou outras medidas para impulsionar o crescimento econômico, como o aperfeiçoamento das regras de execução de garantias, tanto de imóveis quanto de outros bens, buscando baixar a taxa de juros. “É o regime de alienação fiduciária, que é muito melhor e mais rápido e mais seguro que a hipoteca, por exemplo”, disse ele. As informações são da Veja.

STF admite indenizar preso em cela lotada

17 Fev 2017 - 09h30


STF admite indenizar preso em cela lotada
Foto: Rosinei Coutinho/STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira que presos em estabelecimentos superlotados têm direito a receber indenização da administração pública. A decisão foi tomada por sete votos a três e tem repercussão geral – ou seja, juízes de todo o país precisam aplicar esse mesmo entendimento em processos sobre o assunto. O valor da indenização a ser paga será fixado pela Justiça, dependendo do caso específico. No julgamento, o ministro Celso de Mello, o mais antigo integrante do tribunal, protestou contra a negligência do poder público em relação ao sistema carcerário. O caso analisado pelo STF é de um preso de Mato Grosso do Sul que estava em cela com capacidade para 12 pessoas, mas abrigava cem presos. Por falta de espaço, o condenado dormia com a cabeça no vaso sanitário. Ele foi condenado a 20 anos de prisão por latrocínio, que é roubo seguido de morte. Ficou preso por oito anos e hoje está em liberdade condicional. O condenado pediu na justiça indenização de um salário mínimo por mês que ficou no presídio em condições degradantes. O valor fixado, no entanto, foi de apenas R$ 2 mil. As informações são do jornal O Globo.

STF nega liberdade a Eduardo Cunha

16 Fev 2017 - 12h30


STF nega liberdade a Eduardo Cunha
Foto: EBC

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou na quarta-feira (15) um pedido de liberdade apresentado pela defesa do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Seguindo recomendação do novo relator da Operação Lava Jato na Corte, Edson Fachin, e por 8 votos a 1, a maioria dos ministros resolveu mantê-lo na prisão em Curitiba (PR) - o único voto a favor de conceder liberdade a Cunha foi do ministro Marco Aurélio Mello. O peemedebista, que teve o mandato cassado em setembro, foi preso em outubro do ano passado pela Polícia Federal em Brasília por determinação do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância. No âmbito da Lava Jato, Eduardo Cunha responde a diversas ações penais por suposto recebimento de propina oriunda de contratos da Petrobras. De acordo com o G1, o advogado Ticiano Figueiredo, que defende Eduardo Cunha, falou com a imprensa ao final da sessão e disse que o Supremo não entrou no mérito sobre se a prisão está correta ou não e que confia que o STJ concederá a soltura e que, se isso não acontecer, recorrerá ao STF novamente.

2018: Lula lidera e Bolsonaro supera Aécio, aponta pesquisa

16 Fev 2017 - 10h30


2018: Lula lidera e Bolsonaro supera Aécio, aponta pesquisa
Foto: Reprodução

Pesquisa CNT/MDA, encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), réu em cinco ações na Justiça Federal – três delas na Operação Lava Jato – , lidera todos os cenários para a sucessão presidencial. Outro destaque do levantamento são os números do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que aparece à frente do senador Aécio Neves (PSDB-MG), segundo colocado nas eleições de 2014, na maioria das simulações. De acordo com a Veja, na pesquisa espontânea, em que não é apresentada uma relação de candidatos ao eleitor, o petista tem 16,6% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro, com 6,5%, e Aécio, com 2,2%. A ex-ministra Marina Silva (Rede) teria 1,8%, e o presidente Michel Temer (PMDB) seria o quinto, com 1,1%. Os eleitores também citaram a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), 0,9%, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), 0,7%, e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), 0,4%. Na avaliação da CNT, chama a atenção o alto número de indecisos, brancos e nulos, que somam quase 70% dos eleitores que responderam à pesquisa espontânea. Para o instituto, isso “favorece o surgimento de novas lideranças políticas e de propostas” e torna a eleição indefinida. Na pesquisa estimulada, foram apresentados três cenários aos eleitores e, em todos, Lula e Marina Silva avançariam para o segundo turno, com Bolsonaro, Aécio e Alckmin também podendo avançar, já que ficam dentro da margem de erro.

Chamadas entre fixos e móveis ficarão mais baratas

16 Fev 2017 - 09h30


Chamadas entre fixos e móveis ficarão mais baratas
Foto: AFP/Veja

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou nesta quarta-feira (15) que as tarifas de interconexão entre as empresas de telefonia fixa e móvel serão reduzidas a partir do dia 25. Essa redução será repassada aos preços cobrados do consumidor. Com isso, os valores das chamadas locais de fixo-móvel terão redução de 16,49% a 19,25%. Já as ligações interurbanas terão queda de 7,05% a 12,01%. De acordo com o Estadão Conteúdo, essa redução de valor é reflexo da diminuição da tarifa de interconexão _valor que uma empresa cobra da outra pelo uso da sua rede. De acordo com a agência, esses preços vão continuar caindo ano a ano até 2019, conforme decisão tomada em 2014, quando a Anatel aprovou um cronograma de redução da tarifa de interconexão.

Aprovação ao governo Temer cai para 10,3%, mostra pesquisa CNT

16 Fev 2017 - 08h30


Aprovação ao governo Temer cai para 10,3%, mostra pesquisa CNT
Foto: Reprodução/Twitter

A avaliação positiva da gestão do presidente Michel Temer (PMDB) apresentou queda nos últimos quatro meses e foi para 10,3%, de acordo com pesquisa CNT/MDA divulgada nesta quarta-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) – destes, 9,1% consideram o governo como “bom” e apenas 1,2% o avaliam como “ótimo”. O levantamento anterior, divulgado em outubro do ano passado, apontava uma avaliação positiva por parte 14,6% dos entrevistados. De acordo com a Veja, já o índice de rejeição ao governo subiu, passando de 36,7% na pesquisa passada para 44,1% – deste total, 17,6% avalia a administração como “ruim”, enquanto 26,5% classificam o desempenho como “péssimo”. Já para 38,9% dos entrevistados, o governo Temer tem tido uma atuação “regular”. Em relação à aprovação do desempenho pessoal do presidente, também foi registrada uma queda – de 31,7% para 24,4%. Já o número de pessoas que desaprovam subiu de 51,4% para 62,4%. A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 11 de fevereiro. Foram ouvidas 2002 pessoas em 138 municípios de 25 unidades federativas, nas cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com 95% de nível de confiança. 

Casa de amparo do Mato Grosso do Sul procura por familiares de idoso em Brumado

16 Fev 2017 - 00h00


Casa de amparo do Mato Grosso do Sul procura por familiares de idoso em Brumado
Foto: Divulgação

Uma casa de amparo para idosos na cidade de Rio Negro, no Mato Grosso do Sul, está buscando contato com familiares do idoso Manoel Alves no município de Brumado. O homem foi encontrado no distrito rural do Perdigão e disse que mora com esposa e três filhos na cidade. Desnorteado, ele não soube informar como chegou ao estado sul-mato-grossense. Funcionários da casa de amparo solicitam informações a quem reconhecer o homem e pede ajuda para encontrar a família. Quem puder colaborar, pode entrar em contato através do celular (67) 99633-3381.  

Em Brasília, prefeito Eduardo Vasconcelos articula emendas parlamentares para Brumado

15 Fev 2017 - 18h00


Em Brasília, prefeito Eduardo Vasconcelos articula emendas parlamentares para Brumado
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O prefeito de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), está em Brasília, capital federal, articulando com deputados federais a inclusão de emendas parlamentares para a cidade este ano. De acordo com informações obtidas pelo site Brumado Notícias, o gestor está na expectativa de que os parlamentares destinem emendas para a realização de importantes obras pelo município. Segundo uma fonte do executivo, os recursos devem começar a chegar às contas da prefeitura a partir do mês de abril. As obras que provavelmente serão executadas devem ser anunciadas por Vasconcelos após a confirmação das inclusões dos projetos beneficiados.

Dilma revela à Polícia Federal que nomeação de Lula evitaria impeachment, segundo revista

15 Fev 2017 - 16h30


Dilma revela à Polícia Federal que nomeação de Lula evitaria impeachment, segundo revista
Foto: Reprodução

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) revelou à Polícia Federal (PF) que a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Casa Civil, em março de 2015, evitaria seu impeachment. Segundo informações da revista Veja, Dilma prestou depoimento à PF em 12 de dezembro, quando explicou o porquê da indicação de Lula. "Desde o início do segundo mandato, a declarante tinha interesse em trazer o ex-presidente Lula para integrar o governo. (...) A declarante acredita que, caso o ex-presidente Lula viesse a assumir a chefia da Casa Civil, como havia previsto, possivelmente não teria sofrido o impedimento", disse Dilma no depoimento ao qual a publicação teve acesso. Na ocasião, Dilma também negou ter articulado para tirar empreiteiros da prisão e para evitar a delação do ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (ex-PT).

Senado aprova PEC que autoriza a realização de vaquejadas e rodeios

15 Fev 2017 - 15h30


Senado aprova PEC que autoriza a realização de vaquejadas e rodeios
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O Senado aprovou, em dois turnos, a PEC 50/2016, que autoriza a realização de vaquejadas e rodeios no Brasil. A medida foi votada na tarde de terça-feira (14) e aprovada, no segundo turno, com 53 votos favoráveis, nove contrários e duas abstenções. A PEC, de autoria do senador Otto Alencar (PSD-BA), recebeu 28 assinaturas, entre elas dos colegas baianos Roberto Muniz (PP) e Lídice da Mata (PSB). Após votação em dois turnos, a emenda constitucional já pode ser apreciada pela Câmara dos Deputados.

Polícia Federal prende 27 em ação contra desvios em Universidade do Paraná

15 Fev 2017 - 13h30


Polícia Federal prende 27 em ação contra desvios em Universidade do Paraná
Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal realiza uma operação que tem como alvo desvios de recursos públicos destinados à Universidade Federal do Paraná (UFPR) na manhã desta quarta-feira (15). Ao todo, a operação “Research” cumpre 73 mandados nas cidades de Curitiba, Almirante Tamandaré, São José dos Pinhais, Antonina, Francisco Beltrão e Ponta Grossa, no Paraná; Rio de Janeiro (RJ); e Campo Grande e Maracaju, no Mato Grosso do Sul. Entre as ordens judiciais, 29 são de prisão temporária, 8 de condução coercitivas e 36 mandados de busca e apreensão. Dois funcionários públicos federais estão entre os alvos. Segundo informações da RPC TV, 25 pessoas já foram presas até 7h50 (horário de Brasília). As investigações apuram o repasse irregular de recursos por meio de pagamentos sistemáticos, fraudulentos e de valores milionários de bolsas destinadas a pessoas sem vínculos com a universidade, entre 2013 e 2016. Segundo a PF, há evidências de fraudes em pagamentos de título de auxílio a pesquisadores e bolsas de estudo no Brasil e no exterior pagas a pessoa sem vínculo com a UFPR. O nome da operação faz menção ao objetivo das bolsas, que seriam estudos e pesquisas pelos contemplados pelos incentivos. A operação é realizada em parceria com a Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Correios devem fechar agências e demitir 5 mil

15 Fev 2017 - 11h30


Correios devem fechar agências e demitir 5 mil
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O plano de demissão voluntária lançado pelos Correios recebeu até o momento a adesão de 3 mil funcionários e a expectativa é que o número chegue a pelo menos 5 mil, segundo o presidente da estatal, Guilherme Campos. Em meio à mais grave crise financeira de sua história, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) planeja também fechar cerca de 200 agências neste ano, além de uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação da folha de pagamentos. A empresa acumula dois rombos de R$ 4 bilhões nos últimos dois anos. Os Correios fecharam o ano passado com prejuízo em torno de R$ 2 bilhões, após registrar perdas de R$ 2,1 bilhões em 2015. “Estamos trabalhando para reverter esse quadro. O objetivo é colocar a empresa no azul neste ano”, disse o presidente ao G1.